Alimento Diário - Dia: 15/12/2017

  • Série: A Idéia Central das Epístolas de Paulo

    Mensagem: O Espírito prometido ? (Gl 3:1-5, 14)

    Leitura bíblica: Mt 14:13-21; 24:14

    Ler com oração: Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós (Ef 3:20).

    • DEPENDENTES DO ESPÍRITO – A MULTIPLICAÇÃO DOS PÃES

      Quando falou sobre os sinais de Sua segunda vinda, o Senhor Jesus disse que o evangelho do reino deveria ser pregado em toda a terra habitada (Mt 24:14). Essa é, sem dúvida, uma grande obra. Como alguns poucos homens podem levar essa comissão adiante? Se nos voltarmos ao espírito e permitirmos que o Espírito nos conduza, muitas coisas podem acontecer. O Senhor deseja usar nossas habilidades para operar milagres em Sua obra. Para tanto, devemos confiar Nele, no Espírito, pois o êxito da pregação do evangelho depende Dele. Mateus 14 registra uma história que demonstra bem a nossa utilidade para o Senhor, embora sejamos bastante limitados. Jesus havia se retirado para um lugar à parte, em um barco, mas as multidões O seguiram por terra e vieram ao Seu encontro (vs. 13-14). Devido ao entardecer, os discípulos disseram ao Senhor para despedir aquelas pessoas, a fim de que buscassem comida (v. 15), como se Jesus não estivesse ciente daquela necessidade. Jesus, no entanto, respondeu aos discípulos que eles mesmos deveriam dar de comer à multidão, mas eles só conseguiram encontrar ali cinco pães e dois peixes (vs. 16-17). Que é isso para uma multidão de cinco mil homens, sem contar as mulheres e as crianças? Jesus disse: “Trazei-mos” (v. 18). Da mesma forma, o Senhor espera que apresentemos o que temos, pois Ele não faz milagre sobre o que não temos, mas sim sobre o que entregamos em Suas mãos. Em Mateus 25, a parábola dos talentos nos ensina que recebemos ao menos um talento da parte do Senhor que precisa ser entregue a Ele. Portanto não devemos nos menosprezar e considerar que não temos nada a oferecer. Com base no que entregamos, o Senhor Jesus pode saciar a fome de uma grande multidão: “Todos comeram e se fartaram; e dos pedaços que sobejaram recolheram ainda doze cestos cheios” (Mt 14:20). O princípio no Novo Testamento é depender do Senhor e viver pelo Espírito. Em nosso viver humano encontramos muitos obstáculos: temos nossa própria maneira de fazer as coisas, gostamos de fazer prevalecer a nossa vontade e não amamos as pessoas adequadamente. Isso atrasa a obra de Deus. Em si mesmo, o homem é muito limitado. Se, no entanto, deixarmos de confiar na nossa carne e aprendermos a negar a vida da alma, deixando o Espírito ter liberdade entre nós, muitas pessoas serão beneficiadas e o evangelho irá avançar rapidamente. Jesus é o Senhor!

       

      Ponto chave: Não desprezar o que recebemos do Senhor.

       

      Pergunta: Como o milagre da multiplicação dos pães pode ser aplicado na nossa experiência?

       

      Sua resposta:

       

      Amanhã disponibilizaremos um novo texto, acesse nosso site e confira!