• Livro: 2 Samuel    Capitulo: 1

    1 Depois da morte de Saul, voltando Davi da derrota dos amalequitas e estando já dois dias em Ziclague,

  • 2 sucedeu, ao terceiro dia, aparecer do arraial de Saul um homem com as vestes rotas e terra sobre a cabeça; em chegando ele a Davi, inclinou-se, lançando-se em terra.

  • 3 Perguntou-lhe Davi: Donde vens? Ele respondeu: Fugi do arraial de Israel.

  • 4 Disse-lhe Davi: Como foi lá isso? Conta-mo. Ele lhe respondeu: O povo fugiu da batalha, e muitos caíram e morreram, bem como Saul e Jônatas, seu filho.

  • 5 Disse Davi ao moço que lhe dava as novas: Como sabes tu que Saul e Jônatas, seu filho, são mortos?

  • 6 Então, disse o moço portador das notícias: Cheguei, por acaso, à montanha de Gilboa, e eis que Saul estava apoiado sobre a sua lança, e os carros e a cavalaria apertavam com ele.

  • 7 Olhando ele para trás, viu-me e chamou-me. Eu disse: Eis-me aqui.

  • 8 Ele me perguntou: Quem és tu? Eu respondi: Sou amalequita.

  • 9 Então, me disse: Arremete sobre mim e mata-me, pois me sinto vencido de cãibra, mas o tino se acha ainda todo em mim.

  • 10 Arremessei-me, pois, sobre ele e o matei, porque bem sabia eu que ele não viveria depois de ter caído. Tomei-lhe a coroa que trazia na cabeça e o bracelete e os trouxe aqui ao meu senhor.

  • 11 Então, apanhou Davi as suas próprias vestes e as rasgou, e assim fizeram todos os homens que estavam com ele.

  • 12 Prantearam, choraram e jejuaram até à tarde por Saul, e por Jônatas, seu filho, e pelo povo do SENHOR, e pela casa de Israel, porque tinham caído à espada.

  • 13 Então, perguntou Davi ao moço portador das notícias: Donde és tu? Ele respondeu: Sou filho de um homem estrangeiro, amalequita.

  • 14 Davi lhe disse: Como não temeste estender a mão para matares o ungido do SENHOR?

  • 15 Então, chamou Davi a um dos moços e lhe disse: Vem, lança-te sobre esse homem. Ele o feriu, de sorte que morreu.

  • 16 Disse-lhe Davi: O teu sangue seja sobre a tua cabeça, porque a tua própria boca testificou contra ti, dizendo: Matei o ungido do SENHOR.

  • 17 Pranteou Davi a Saul e a Jônatas, seu filho, com esta lamentação,

  • 18 determinando que fosse ensinado aos filhos de Judá o Hino ao Arco, o qual está escrito no Livro dos Justos.

  • 19 A tua glória, ó Israel, foi morta sobre os teus altos! Como caíram os valentes!

  • 20 Não o noticieis em Gate, nem o publiqueis nas ruas de Asquelom, para que não se alegrem as filhas dos filisteus, nem saltem de contentamento as filhas dos incircuncisos.

  • 21 Montes de Gilboa, não caia sobre vós nem orvalho, nem chuva, nem haja aí campos que produzam ofertas, pois neles foi profanado o escudo dos valentes, o escudo de Saul, que jamais será ungido com óleo.

  • 22 Sem sangue dos feridos, sem gordura dos valentes, nunca se recolheu o arco de Jônatas, nem voltou vazia a espada de Saul.

  • 23 Saul e Jônatas, queridos e amáveis, tanto na vida como na morte não se separaram! Eram mais ligeiros do que as águias, mais fortes do que os leões.

  • 24 Vós, filhas de Israel, chorai por Saul, que vos vestia de rica escarlata, que vos punha sobre os vestidos adornos de ouro.

  • 25 Como caíram os valentes no meio da peleja! Jônatas sobre os montes foi morto!

  • 26 Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; tu eras amabilíssimo para comigo! Excepcional era o teu amor, ultrapassando o amor de mulheres.

  • 27 Como caíram os valentes, e pereceram as armas de guerra!

  • Livro: 2 Samuel    Capitulo: 2

    1 Depois disto, consultou Davi ao SENHOR, dizendo: Subirei a alguma das cidades de Judá? Respondeu-lhe o SENHOR: Sobe. Perguntou Davi: Para onde subirei? Respondeu o SENHOR: Para Hebrom.

  • 2 Subiu Davi para lá, e também as suas duas mulheres, Ainoã, a jezreelita, e Abigail, a viúva de Nabal, o carmelita.

  • 3 Fez Davi subir os homens que estavam com ele, cada um com sua família; e habitaram nas aldeias de Hebrom.

  • 4 Então, vieram os homens de Judá e ungiram ali Davi rei sobre a casa de Judá. E informaram Davi de que os homens de Jabes-Gileade foram os que sepultaram Saul.

  • 5 Então, enviou Davi mensageiros aos homens de Jabes-Gileade para dizer-lhes: Benditos do SENHOR sejais vós, por esta humanidade para com vosso senhor, para com Saul, pois o sepultastes!

  • 6 Agora, pois, o SENHOR use convosco de misericórdia e fidelidade; eu vos recompensarei este bem que fizestes.

  • 7 Agora, pois, sejam fortes as vossas mãos, e sede valentes, pois Saul, vosso senhor, é morto, e os da casa de Judá me ungiram rei sobre si.

  • 8 Abner, filho de Ner, capitão do exército de Saul, tomou a Isbosete, filho de Saul, e o fez passar a Maanaim,

  • 9 e o constituiu rei sobre Gileade, sobre os assuritas, sobre Jezreel, Efraim, Benjamim e sobre todo o Israel.

  • 10 Da idade de quarenta anos era Isbosete, filho de Saul, quando começou a reinar sobre Israel, e reinou dois anos; somente a casa de Judá seguia a Davi.

  • 11 O tempo que Davi reinou em Hebrom sobre a casa de Judá foram sete anos e seis meses.

  • Livro: Salmos    Capitulo: 118

    19 Abre-me as portas da justiça, para que eu entre por elas e dê graças ao Senhor.   

  • 20 Esta é a porta do Senhor; por ela os justos entrarão.   

  • 21 Graças te dou porque me ouviste, e te tornaste a minha salvação.   

  • 22 A pedra que os edificadores rejeitaram, essa foi posta como pedra angular.   

  • 23 Foi o Senhor que fez isto e é maravilhoso aos nossos olhos.   

  • 24 Este é o dia que o Senhor fez; regozijemo-nos, e alegremo-nos nele.   

  • 25 Ó Senhor, salva, nós te pedimos; ó Senhor, nós te pedimos, envia-nos a prosperidade.   

  • 26 Bendito aquele que vem em nome do Senhor; da casa do Senhor vos bendizemos.   

  • 27 O Senhor é Deus, e nos concede a luz; atai a vítima da festa com cordas às pontas do altar.   

  • 28 Tu és o meu Deus, e eu te darei graças; tu és o meu Deus, e eu te exaltarei.   

  • 29 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre. a tua palavra.   

  • Livro: Provérbios    Capitulo: 15

    27 O que se dá à cobiça perturba a sua própria casa; mas o que aborrece a peita viverá.   

  • 28 O coração do justo medita no que há de responder; mas a boca dos ímpios derrama coisas más.   

  • Livro: João    Capitulo: 12

    37 E, embora tivesse feito tantos sinais na sua presença, não creram nele,

  • 38 para se cumprir a palavra do profeta Isaías, que diz: Senhor, quem creu em nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do Senhor?

  • 39 Por isso, não podiam crer, porque Isaías disse ainda:

  • 40 Cegou-lhes os olhos e endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos, nem entendam com o coração, e se convertam, e sejam por mim curados.

  • 41 Isto disse Isaías porque viu a glória dele e falou a seu respeito.

  • 42 Contudo, muitos dentre as próprias autoridades creram nele, mas, por causa dos fariseus, não o confessavam, para não serem expulsos da sinagoga;

  • 43 porque amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus.

  • 44 E Jesus clamou, dizendo: Quem crê em mim crê, não em mim, mas naquele que me enviou.

  • 45 E quem me vê a mim vê aquele que me enviou.

  • 46 Eu vim como luz para o mundo, a fim de que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas.

  • 47 Se alguém ouvir as minhas palavras e não as guardar, eu não o julgo; porque eu não vim para julgar o mundo, e sim para salvá-lo.

  • 48 Quem me rejeita e não recebe as minhas palavras tem quem o julgue; a própria palavra que tenho proferido, essa o julgará no último dia.

  • 49 Porque eu não tenho falado por mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, esse me tem prescrito o que dizer e o que anunciar.

  • 50 E sei que o seu mandamento é a vida eterna. As coisas, pois, que eu falo, como o Pai mo tem dito, assim falo.

  • Livro: João    Capitulo: 13

    1 Ora, antes da Festa da Páscoa, sabendo Jesus que era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até ao fim.

  • 2 Durante a ceia, tendo já o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que traísse a Jesus,

  • 3 sabendo este que o Pai tudo confiara às suas mãos, e que ele viera de Deus, e voltava para Deus,

  • 4 levantou-se da ceia, tirou a vestimenta de cima e, tomando uma toalha, cingiu-se com ela.

  • 5 Depois, deitou água na bacia e passou a lavar os pés aos discípulos e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido.

  • 6 Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, e este lhe disse: Senhor, tu me lavas os pés a mim?

  • 7 Respondeu-lhe Jesus: O que eu faço não o sabes agora; compreendê-lo-ás depois.

  • 8 Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu não te lavar, não tens parte comigo.

  • 9 Então, Pedro lhe pediu: Senhor, não somente os pés, mas também as mãos e a cabeça.

  • 10 Declarou-lhe Jesus: Quem já se banhou não necessita de lavar senão os pés; quanto ao mais, está todo limpo. Ora, vós estais limpos, mas não todos.

  • 11 Pois ele sabia quem era o traidor. Foi por isso que disse: Nem todos estais limpos.