• Livro: Números    Capitulo: 32

    1 Os filhos de Rúben e os filhos de Gade tinham gado em muitíssima quantidade; e viram a terra de Jazer e a terra de Gileade, e eis que o lugar era lugar de gado.

  • 2 Vieram, pois, os filhos de Gade e os filhos de Rúben e falaram a Moisés, e ao sacerdote Eleazar, e aos príncipes da congregação, dizendo:

  • 3 Atarote, Dibom, Jazer, Ninra, Hesbom, Eleale, Sebã, Nebo e Beom,

  • 4 a terra que o SENHOR feriu diante da congregação de Israel é terra de gado; e os teus servos têm gado.

  • 5 Disseram mais: Se achamos mercê aos teus olhos, dê-se esta terra em possessão aos teus servos; e não nos faças passar o Jordão.

  • 6 Porém Moisés disse ao filhos de Gade e aos filhos de Rúben: Irão vossos irmãos à guerra, e ficareis vós aqui?

  • 7 Por que, pois, desanimais o coração dos filhos de Israel, para que não passem à terra que o SENHOR lhes deu?

  • 8 Assim fizeram vossos pais, quando os enviei de Cades-Barnéia a ver esta terra.

  • 9 Chegando eles até ao vale de Escol e vendo a terra, descorajaram o coração dos filhos de Israel, para que não viessem à terra que o SENHOR lhes tinha dado.

  • 10 Então, a ira do SENHOR se acendeu naquele mesmo dia, e jurou, dizendo:

  • 11 Certamente, os varões que subiram do Egito, de vinte anos para cima, não verão a terra que prometi com juramento a Abraão, a Isaque e a Jacó, porquanto não perseveraram em seguir-me,

  • 12 exceto Calebe, filho de Jefoné, o quenezeu, e Josué, filho de Num, porque perseveraram em seguir ao SENHOR.

  • 13 Pelo que se acendeu a ira do SENHOR contra Israel, e fê-los andar errantes pelo deserto quarenta anos, até que se consumiu toda a geração que procedera mal perante o SENHOR.

  • 14 Eis que vós, raça de homens pecadores, vos levantastes em lugar de vossos pais, para aumentardes ainda o furor da ira do SENHOR contra Israel.

  • 15 Se não quiserdes segui-lo, também ele deixará todo o povo, novamente, no deserto, e sereis a sua ruína.

  • 16 Então, se chegaram a ele e disseram: Edificaremos currais aqui para o nosso gado e cidades para as nossas crianças;

  • 17 porém nós nos armaremos, apressando-nos adiante dos filhos de Israel, até que os levemos ao seu lugar; e ficarão as nossas crianças nas cidades fortes, por causa dos moradores da terra.

  • 18 Não voltaremos para nossa casa até que os filhos de Israel estejam de posse, cada um, da sua herança.

  • 19 Porque não herdaremos com eles do outro lado do Jordão, nem mais adiante, porquanto já temos a nossa herança deste lado do Jordão, ao oriente.

  • 20 Então, Moisés lhes disse: Se isto fizerdes assim, se vos armardes para a guerra perante o SENHOR,

  • 21 e cada um de vós, armado, passar o Jordão perante o SENHOR, até que haja lançado fora os seus inimigos de diante dele,

  • 22 e a terra estiver subjugada perante o SENHOR, então, voltareis e sereis desobrigados perante o SENHOR e perante Israel; e a terra vos será por possessão perante o SENHOR.

  • 23 Porém, se não fizerdes assim, eis que pecastes contra o SENHOR; e sabei que o vosso pecado vos há de achar.

  • 24 Edificai vós cidades para as vossas crianças e currais para as vossas ovelhas; e cumpri o que haveis prometido.

  • 25 Então, os filhos de Gade e os filhos de Rúben falaram a Moisés, dizendo: Como ordena meu senhor, assim farão teus servos.

  • 26 Nossas crianças, nossas mulheres, nossos rebanhos e todos os nossos animais estarão aí nas cidades de Gileade,

  • 27 mas os teus servos passarão, cada um armado para a guerra, perante o SENHOR, como diz meu senhor.

  • 28 Então, Moisés deu ordem a respeito deles a Eleazar, o sacerdote, e a Josué, filho de Num, e aos cabeças das casas dos pais das tribos dos filhos de Israel;

  • 29 e disse-lhes: Se os filhos de Gade e os filhos de Rúben passarem convosco o Jordão, armado cada um para a guerra, perante o SENHOR, e a terra estiver subjugada diante de vós, então, lhes dareis em possessão a terra de Gileade;

  • 30 porém, se não passarem, armados, convosco, terão possessões entre vós na terra de Canaã.

  • 31 Responderam os filhos de Gade e os filhos de Rúben, dizendo: O que o SENHOR disse a teus servos, isso faremos.

  • 32 Passaremos, armados, perante o SENHOR à terra de Canaã e teremos a possessão de nossa herança deste lado do Jordão.

  • 33 Deu Moisés aos filhos de Gade, e aos filhos de Rúben, e à meia tribo de Manassés, filho de José, o reino de Seom, rei dos amorreus, e o reino de Ogue, rei de Basã: a terra com as cidades e seus distritos, as cidades em toda a extensão do país.

  • 34 Os filhos de Gade edificaram Dibom, Atarote e Aroer;

  • 35 Atarote-Sofã, Jazer e Jogbeá;

  • 36 Bete-Ninra e Bete-Harã, cidades fortificadas, e currais de ovelhas.

  • 37 Os filhos de Rúben edificaram Hesbom, Eleale e Quiriataim;

  • 38 Nebo e Baal-Meom, mudando-lhes o nome, e Sibma; e deram outros nomes às cidades que edificaram.

  • 39 Os filhos de Maquir, filho de Manassés, foram-se para Gileade, e a tomaram, e desapossaram os amorreus que estavam nela.

  • 40 Deu, pois, Moisés Gileade a Maquir, filho de Manassés, o qual habitou nela.

  • 41 Foi Jair, filho de Manassés, e tomou as suas aldeias; e chamou-lhes Havote-Jair.

  • 42 Foi Noba e tomou a Quenate com as suas aldeias; e chamou-lhe Noba, segundo o seu nome.

  • Livro: Números    Capitulo: 33

    1 São estas as caminhadas dos filhos de Israel que saíram da terra do Egito, segundo os seus exércitos, sob as ordens de Moisés e Arão.

  • 2 Escreveu Moisés as suas saídas, caminhada após caminhada, conforme o mandado do SENHOR; e são estas as suas caminhadas, segundo as suas saídas:

  • 3 partiram, pois, de Ramessés no décimo quinto dia do primeiro mês; no dia seguinte ao da Páscoa, saíram os filhos de Israel, corajosamente, aos olhos de todos os egípcios,

  • 4 enquanto estes sepultavam todos os seus primogênitos, a quem o SENHOR havia ferido entre eles; também contra os deuses executou o SENHOR juízos.

  • 5 Partidos, pois, os filhos de Israel de Ramessés, acamparam-se em Sucote.

  • 6 E partiram de Sucote e acamparam-se em Etã, que está no fim do deserto.

  • 7 E partiram de Etã, e voltaram a Pi-Hairote, que está defronte de Baal-Zefom, e acamparam-se diante de Migdol.

  • 8 E partiram de Pi-Hairote, passaram pelo meio do mar ao deserto e, depois de terem andado caminho de três dias no deserto de Etã, acamparam-se em Mara.

  • 9 E partiram de Mara e vieram a Elim. Em Elim, havia doze fontes de águas e setenta palmeiras; e acamparam-se ali.

  • 10 E partiram de Elim e acamparam-se junto ao mar Vermelho;

  • 11 partiram do mar Vermelho e acamparam-se no deserto de Sim;

  • 12 partiram do deserto de Sim e acamparam-se em Dofca;

  • 13 partiram de Dofca e acamparam-se em Alus;

  • 14 partiram de Alus e acamparam-se em Refidim, porém não havia ali água, para que o povo bebesse;

  • 15 partiram de Refidim e acamparam-se no deserto do Sinai;

  • 16 partiram do deserto do Sinai e acamparam-se em Quibrote-Hataavá;

  • 17 partiram de Quibrote-Hataavá e acamparam-se em Hazerote;

  • 18 partiram de Hazerote e acamparam-se em Ritma;

  • 19 partiram de Ritma e acamparam-se em Rimom-Perez;

  • 20 partiram de Rimom-Perez e acamparam-se em Libna;

  • 21 partiram de Libna e acamparam-se em Rissa;

  • 22 partiram de Rissa e acamparam-se em Queelata;

  • 23 partiram de Queelata e acamparam-se no monte Sefer;

  • 24 partiram do monte Sefer e acamparam-se em Harada;

  • 25 partiram de Harada e acamparam-se em Maquelote;

  • 26 partiram de Maquelote e acamparam-se em Taate;

  • 27 partiram de Taate e acamparam-se em Tera;

  • 28 partiram de Tera e acamparam-se em Mitca;

  • 29 partiram de Mitca e acamparam-se em Hasmona;

  • 30 partiram de Hasmona e acamparam-se em Moserote;

  • 31 partiram de Moserote e acamparam-se em Benê-Jaacã;

  • 32 partiram de Benê-Jaacã e acamparam-se em Hor-Hagidgade;

  • 33 partiram de Hor-Hagidgade e acamparam-se em Jotbatá;

  • 34 partiram de Jotbatá e acamparam-se em Abrona;

  • 35 partiram de Abrona e acamparam-se em Eziom-Geber;

  • 36 partiram de Eziom-Geber e acamparam-se no deserto de Zim, que é Cades;

  • 37 partiram de Cades e acamparam-se no monte Hor, na fronteira da terra de Edom.

  • 38 Então, Arão, o sacerdote, subiu ao monte Hor, segundo o mandado do SENHOR; e morreu ali, no quinto mês do ano quadragésimo da saída dos filhos de Israel da terra do Egito, no primeiro dia do mês.

  • 39 Era Arão da idade de cento e vinte e três anos, quando morreu no monte Hor.

  • 40 Então, ouviu o cananeu, rei de Arade, que habitava o Sul da terra de Canaã, que chegavam os filhos de Israel.

  • 41 E partiram do monte Hor e acamparam-se em Zalmona;

  • 42 partiram de Zalmona e acamparam-se em Punom;

  • 43 partiram de Punom e acamparam-se em Obote;

  • 44 partiram de Obote e acamparam-se em Ijé-Abarim, no limite de Moabe;

  • 45 partiram de Ijé-Abarim e acamparam-se em Dibom-Gade;

  • 46 partiram de Dibom-Gade e acamparam-se em Almom-Diblataim;

  • 47 partiram de Almom-Diblataim e acamparam-se nos montes de Abarim, defronte de Nebo;

  • 48 partiram dos montes de Abarim e acamparam-se nas campinas de Moabe, junto ao Jordão, na altura de Jericó.

  • 49 E acamparam-se junto ao Jordão, desde Bete-Jesimote até Abel-Sitim, nas campinas de Moabe.

  • 50 Disse o SENHOR a Moisés, nas campinas de Moabe, junto ao Jordão, na altura de Jericó:

  • 51 Fala aos filhos de Israel e dize-lhes: Quando houverdes passado o Jordão para a terra de Canaã,

  • 52 desapossareis de diante de vós todos os moradores da terra, destruireis todas as pedras com figura e também todas as suas imagens fundidas e deitareis abaixo todos os seus ídolos;

  • 53 tomareis a terra em possessão e nela habitareis, porque esta terra, eu vo-la dei para a possuirdes;

  • 54 herdareis a terra por sortes, segundo as vossas famílias; à tribo mais numerosa dareis herança maior; à pequena, herança menor. Onde lhe cair a sorte, esse lugar lhe pertencerá; herdareis segundo as tribos de vossos pais.

  • 55 Porém, se não desapossardes de diante de vós os moradores da terra, então, os que deixardes ficar ser-vos-ão como espinhos nos vossos olhos e como aguilhões nas vossas ilhargas e vos perturbarão na terra em que habitardes.

  • 56 E será que farei a vós outros como pensei fazer-lhes a eles.

  • Livro: Salmos    Capitulo: 64

    1 Ouve, ó Deus, a minha voz nas minhas perplexidades; preserva-me a vida do terror do inimigo.

  • 2 Esconde-me da conspiração dos malfeitores e do tumulto dos que praticam a iniqüidade,

  • 3 os quais afiam a língua como espada e apontam, quais flechas, palavras amargas,

  • 4 para, às ocultas, atingirem o íntegro; contra ele disparam repentinamente e não temem.

  • 5 Teimam no mau propósito; falam em secretamente armar ciladas; dizem: Quem nos verá?

  • 6 Projetam iniqüidade, inquirem tudo o que se pode excogitar; é um abismo o pensamento e o coração de cada um deles.

  • 7 Mas Deus desfere contra eles uma seta; de súbito, se acharão feridos.

  • 8 Dessarte, serão levados a tropeçar; a própria língua se voltará contra eles; todos os que os vêem meneiam a cabeça.

  • 9 E todos os homens temerão, e anunciarão as obras de Deus, e entenderão o que ele faz.

  • 10 O justo se alegra no SENHOR e nele confia; os de reto coração, todos se gloriam.

  • Livro: Provérbios    Capitulo: 11

    22 Como jóia de ouro em focinho de porca, assim é a mulher formosa que se aparta da discrição.   

  • Livro: Lucas    Capitulo: 4

    31 E desceu a Cafarnaum, cidade da Galiléia, e os ensinava no sábado.

  • 32 E muito se maravilhavam da sua doutrina, porque a sua palavra era com autoridade.

  • 33 Achava-se na sinagoga um homem possesso de um espírito de demônio imundo, e bradou em alta voz:

  • 34 Ah! Que temos nós contigo, Jesus Nazareno? Vieste para perder-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus!

  • 35 Mas Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te e sai deste homem. O demônio, depois de o ter lançado por terra no meio de todos, saiu dele sem lhe fazer mal.

  • 36 Todos ficaram grandemente admirados e comentavam entre si, dizendo: Que palavra é esta, pois, com autoridade e poder, ordena aos espíritos imundos, e eles saem?

  • 37 E a sua fama corria por todos os lugares da circunvizinhança.

  • 38 Deixando ele a sinagoga, foi para a casa de Simão. Ora, a sogra de Simão achava-se enferma, com febre muito alta; e rogaram-lhe por ela.

  • 39 Inclinando-se ele para ela, repreendeu a febre, e esta a deixou; e logo se levantou, passando a servi-los.

  • 40 Ao pôr-do-sol, todos os que tinham enfermos de diferentes moléstias lhos traziam; e ele os curava, impondo as mãos sobre cada um.

  • 41 Também de muitos saíam demônios, gritando e dizendo: Tu és o Filho de Deus! Ele, porém, os repreendia para que não falassem, pois sabiam ser ele o Cristo.

  • 42 Sendo dia, saiu e foi para um lugar deserto; as multidões o procuravam, e foram até junto dele, e instavam para que não os deixasse.

  • 43 Ele, porém, lhes disse: É necessário que eu anuncie o evangelho do reino de Deus também às outras cidades, pois para isso é que fui enviado.

  • 44 E pregava nas sinagogas da Judéia.

  • Livro: Lucas    Capitulo: 5

    1 Aconteceu que, ao apertá-lo a multidão para ouvir a palavra de Deus, estava ele junto ao lago de Genesaré;

  • 2 e viu dois barcos junto à praia do lago; mas os pescadores, havendo desembarcado, lavavam as redes.

  • 3 Entrando em um dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da praia; e, assentando-se, ensinava do barco as multidões.

  • 4 Quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao largo, e lançai as vossas redes para pescar.

  • 5 Respondeu-lhe Simão: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos, mas sob a tua palavra lançarei as redes.

  • 6 Isto fazendo, apanharam grande quantidade de peixes; e rompiam-se-lhes as redes.

  • 7 Então, fizeram sinais aos companheiros do outro barco, para que fossem ajudá-los. E foram e encheram ambos os barcos, a ponto de quase irem a pique.

  • 8 Vendo isto, Simão Pedro prostrou-se aos pés de Jesus, dizendo: Senhor, retira-te de mim, porque sou pecador.

  • 9 Pois, à vista da pesca que fizeram, a admiração se apoderou dele e de todos os seus companheiros,

  • 10 bem como de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram seus sócios. Disse Jesus a Simão: Não temas; doravante serás pescador de homens.

  • 11 E, arrastando eles os barcos sobre a praia, deixando tudo, o seguiram.